quarta-feira, 19 de janeiro de 2011


Vagando pelo meu minúsculo quarto esta noite de domingo, eu conheci um lugar pior que o deserto, um bosque escuro. No deserto, podemos até ver algo, mesmo não vendo nada o tempo todo, talvez uma miragem? (Lê-se fé) No bosque eu perdi a visão literalmente, nem minha sombra eu pude acompanhar. Um bosque escuro onde eu só escuto o silêncio do vento que bate no rosto, onde a areia me cega, onde eu procuro minhas mãos, mas as encontro presas no bolso do meu casaco. Levanto minhas pernas, e noto que estão enterradas na terra. Lentamente eu vou me despedindo de mim, sinto meu coração pulsar forte e quando me distraio, percebo que ele pulsa cada vez mais lento, talvez ele esperasse alguma reação minha naquele momento. O ar que respiro conta os segundos para sair de mim, talvez ele não me suporte, ou não encontre proteínas para sua sobrevivência, e agora que se ver livre como pássaro. Gostaria que ali fosse noite, por que eu teria certeza que o dia poderia acontecer a qualquer momento. Mas não é noite, nem tão pouco o dia virá, não existe hora, e se por ventura existir lugar, eu poderia inventar qualquer nome, ou calcular dependo da intensidade da minha dor, talvez bosque seja o ideal. Sinceramente? Acho que termino por aqui, talvez no próximo ponto final desse texto! Minha história termina no meu último respirar... No último parágrafo de minhas canções, no último pulsar do resto de coração permanente em mim, no meu último desejo que está por vir. - “Ressucita - me!” E quem disse que esse seria meu fim? A escuridão quase me engoliu, mas maior é o que está em mim do que está no mundo, Jesus. Por diversas vezes nos encontramos como soldados feridos, perdidos do restante do exército em um lugar, no meio do nada. Mas não isso não quer dizer que realmente estamos sozinhos, por que nunca estaremos. Existe alguém que vê tudo bem de perto, que presta atenção em cada lágrima, em cada acorde do teu coração. Existe alguém que te olha quando todos te esquecem, e te ouve quando todos viram as costas. Quando nossa fé vai se desfalecendo a cada segundo, esse alguém aparece, e respira em nós. Quando a tempestade nos faz respirar por aparelhos, e tudo parece não ter mais solução, e você não o sente perto, ele aparece no meio do mar e ordena que a tempestade pare, e que os ventos se acalmem. E a tempestade vai embora, e o que não era dia, se torna dia, e o bosque escuro e sombrio passa a ter vida! Sempre é assim, no último parágrafo ele inventa palavras, e faz do teu texto um poema cheio de rimas e flores estacionadas no vazio do teu coração, e floresce a tua fé, e o teu jardim é regado continuamente. É só querer ver, é só crer! Soldado, não desista dos planos de Deus, tenha força!

Levante a cabeça, existe alguém que te espera no meio do mar, com os braços abertos por inteiro.

Não desista não pare de crer, os sonhos de Deus jamais vão morrer!”

3 xícaras de café:

Jénerson Alves disse...

Como poeta que sou, não posso deixar de atentar para a maestria que você tem com as palavras, traduzindo as angústias existenciais com uma perfeição que faz com que o leitor se sinta participante da obra. Na verdade, confesso que até parece que você consegue expressar lúgubres sentimentos que eu ja tive de forma muito melhor do que eu poderia escrever.
Como servo dAquele que É Amor, resta-me compartilhar o bálsamo de esperança que você transmite - sem religiosidade, mas com veracidade. Após ler teu texto, menina, quedei-me em oração e disse: "Pai, obrigado por falares comigo através de uma obra literária tão linda!"
Que o Pai das Artes permaneça fazendo de ti um instrumento para exalar o perfume dEle, com criatividade, sensibilidade e pureza. Louvo a Ele pela tua existência!
Abraço fraterno!

"arte para Deus" disse...

Karenzitaaa, é tão... tão... linda a forma que você relata essas 'paradinhas' aqui. Leio e consigo acompanhar cada instante como se fosse uma super produção cinematografica. Hehe!

Tu se garanteee! Que o Senhor te abençoe sempre!!!

bjinhos! *-----*

Luizinho disse...

Primeiro comentário, meu aki :D
Karen Parabéns realmente você conseguiu transmitir o verdadeiro sentimento do AMOR DIVINO de DEUS com todos nós!!!!! incrivel, vc está de parabéns, vejo que o seu talento está sendo transmitido para honra e glória do SENHOR!!! Hoje mesmo eu estava lendo um livro que se chama "As estações da Vida" de Calvino Rocha e fiz uma grande semelhança dessa mensagem narrada com a história que eu pude reler e aprender mais que foi a história de JÓ, que acredito eu que é umas das minhas favoritas e inspirante na biblia, pois JÓ esteve a ponto de está só ossos e a carne, mais mesmo assim permaneceu fiel ao SENHOR DEUS em sempre colocou DEUS na frente da sua vida independente do que veio acontecer com ele, pois ele sabia que agente sem DEUS nada somos, pois ele sem nós continua sendo DEUS o todo poderoso o criador de todas as coisas, o maravilhado e adorado santo pai. Parabéns pelo o seu talento e gostei bastante do seu blog, DEUS TE ILUMINE HOJE E SEMPRE! :D

Postar um comentário